PROJETO DE VEÍCULOS SOLARES NA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA UNIVERSIDADE DE LISBOA

A integração de painéis solares em veículos elétricos aumenta a autonomia dos veículos, que carregam durante o dia a andar ou estacionados, reduzindo os custos, as emissões de CO2 e a frequência de carregamento.

Uma análise do potencial de uma cidade como Lisboa mostra que, mesmo considerando as sombras provocadas pelos edifícios, a energia solar poderia contribuir, em média anual, com o equivalente a 18 km/dia. Considerando que a distância média percorrida na cidade é 30 km/dia, um veículo elétrico solar reduziria os custos de energia em mais de metade, eliminando as necessidades de carregamento durante o verão e reduzindo as necessidades de carregamento no inverno para metade [Brito et al, 2021].

O projeto Solar Cars da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa é um projeto de ciência cidadã que pretende recolher dados experimentais do potencial solar de veículos elétricos para validação de modelos como este. As medições são realizadas a bordo de veículos de voluntários (não precisam de ser carros elétricos!), cientistas-cidadãos com vontade de aprender mais sobre o papel da energia solar para uma mobilidade mais sustentável e em participar num projeto científico.

A campanha experimental consiste em recolher dados georreferenciados de radiação solar, colocando no tejadilho de um veículo um sensor capaz de fazer este tipo de medições. Os sensores são autónomos (carregam com energia solar) e enviam os dados para a nuvem, e estão fixos magneticamente ao veículo para garantir que não se mexem sem danificar a pintura.

Os sensores estão em circulação na cidade de Lisboa desde dezembro de 2021 e já passaram por cerca de 15 veículos diferentes, desde autocarros, veículos particulares e mesmo a TVDE’s. De momento, estamos à procura de pessoas que queiram fazer parte deste projeto e serem cientistas por uns tempos. Se estás com vontade de aprender mais sobre energia solar na mobilidade sustentável e fazer parte de um projeto científico, não hesites e contacta-nos!